top of page

Artigos

Herpes: O inimigo invisível.



Herpes: O inimigo invisível.
Herpes: O inimigo invisível.


A herpes labial é uma infecção causada pelo vírus herpes simplex, que provoca bolhas ou feridas na boca, geralmente na região dos lábios. Essas bolhas podem causar formigamento, dor e/ou coceira na área afetada e costumam durar cerca de 10 dias. O herpes labial é altamente contagioso e pode ser transmitido por contato direto, como beijos, ou pelo uso compartilhado de objetos como copos, talheres ou toalhas.

Principais sintomas do herpes labial:

  • Pequena ferida no lábio.

  • Bolhas sensíveis.

  • Dor ao movimentar a boca.

  • Coceira e vermelhidão numa pequena área do lábio.

Antes do aparecimento das bolhas, muitas vezes é possível reconhecer, até 48 horas antes, que se terá um episódio de herpes. Isso ocorre devido a sintomas que antecedem a erupção na pele, como formigamento, coceira, vermelhidão e desconforto nos lábios.

Causas do herpes labial:

  • O vírus do herpes normalmente permanece no corpo por vários anos, mantendo-se “adormecido”.

  • Fatores como gripe, resfriado, estresse intenso, doenças do sistema imune, tratamento com antibióticos e exposição excessiva ao sol podem levar ao desenvolvimento de herpes labial.

Tratamento:

  • O sistema imune geralmente combate o vírus e resolve os sintomas em cerca de 10 dias.

  • O tratamento a laser pode ser uma opção para ajudar a tratar a herpes labial, mas não é necessariamente considerado o método mais eficaz por si só. A herpes labial é causada pelo vírus herpes simplex e geralmente se manifesta como feridas ou bolhas nos lábios ou ao redor da boca. Os tratamentos com laser podem ajudar a acelerar a cicatrização e reduzir a gravidade dos sintomas, mas geralmente são utilizados em conjunto com outras formas de tratamento. Os tratamentos mais comuns para herpes labial incluem:

  1. Antivirais: Medicamentos antivirais, como o aciclovir, podem ajudar a reduzir a gravidade e a duração dos surtos de herpes labial. Eles podem ser administrados oralmente ou em forma de creme para aplicação tópica.

  2. Medicamentos tópicos: Além dos antivirais, cremes ou pomadas tópicas contendo ingredientes como docosanol podem ajudar a aliviar os sintomas e acelerar a cicatrização.

  3. Terapias complementares: Algumas pessoas relatam benefícios com o uso de terapias complementares, como a aplicação de gelo nas feridas, para aliviar a dor e reduzir a inflamação.

  4. Medidas preventivas: Evitar situações que desencadeiam surtos de herpes labial, como estresse, exposição solar excessiva e ferimentos nos lábios, pode ajudar a prevenir futuros episódios.

  5. TRATAMENTOS A LASER DE BAIXA POTÊNCIA.

    1. Os tratamentos com laser podem ajudar a acelerar a cicatrização e reduzior a dor, inflamação e a gravidade dos sintomas.

    2. A laserterapia de baixa potência previne recorrências e severidade das manifestações do herpes labial recorrente. Quando o laser é utilizado na fase incial das manifestações (fase pondrômica) antes do aparecimentos das vesículas (bolhas ), a herpes não se desenvolve.

    3. A terapia fotodinâmica (PDT) é um tratamento médico que utiliza uma combinação de luz e um agente fotossensibilizador para destruir células doentes, na fase vesicular (bolhas) o laser reduz a quantidade de vírus no local, promovendo uma ação anti-inflamatória, analgésica e acelera a reparação tecidual, além de uma técnica não invasiva e de excelentes resultados. Herpes: O inimigo invisível.

Herpes: O inimigo invisível.
Herpes: O inimigo invisível.

Odontologia Especializada Fonseca Caconde, SP

R: Dr. Nicolau Fanuelli 26 centro Fone 19-996737896

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page