top of page

Artigos

Câncer Bucal: Saiba como identificar.


 Câncer Bucal: Saiba como identificar.
Câncer Bucal: Saiba como identificar.

Câncer Bucal: Saiba como identificar. Dados da Organização Mundial de Saúde mostram que a prevenção pode reduzir em até 25% a incidência desse tipo de câncer até 2025. Já comprovado que o diagnóstico precoce, especialmente de neoplasias, tem uma taxa de cura entre 80% a 90%. Dentre todos os tipos, o câncer de cabeça e pescoço ocupa a terceira posição como causa de mortes por tumores malignos em homens, ficando atrás apenas da Índia e da Eslováquia. 85% dos homens diagnosticados com câncer bucal são ou foram fumantes, e também, por diversos fatores, podem provocar o câncer bucal, dentre os quais se destacam: genéticos, biológicos, nutricionais, físicos e químicos. Clinicamente falando, existem alguns sinais que podem ser um alerta dessa patologia. Nós, dentistas, podemos fazer alguns exames simples avaliando a cavidade oral, observando se apresentam algumas alterações. Lamentavelmente, as estatísticas mostram que a maioria dos pacientes cancerosos só procuram os serviços especializados quando já se encontram em uma fase muito avançada da doença, devido à falta de diagnóstico precoce que demonstra desconhecimento desta eficiente medida preventiva. O diagnóstico definitivo do câncer bucal é dado pela biópsia da lesão (retirada de material da lesão para exames laboratoriais). O tempo entre a primeira consulta até o diagnóstico final deve ser o menor possível. Em nosso país, esse tempo decorrido é em torno de 6 meses, situação essa que compromete seriamente a sobrevivência do paciente. O professor Inácio Andrades Torres afirma que: "O melhor tratamento para o câncer bucal é a prevenção, e dentre essas medidas destaca-se o AUTO-EXAME da BOCA (AEB) pois é simples, grátis, eficaz e eficiente, capaz de beneficiar a população de forma indiscriminada e universal, contribuindo com diagnóstico e a prevenção da doença" e para isso relaciona medidas, para as quais se aconselha lavar bem as mãos para praticá-las.

10 MEDIDAS BÁSICAS PARA A PREVENÇÃO: 1-ROSTO: Use sempre um espelho para fazer o autoexame da boca. Comece observando bem a pele do seu rosto. Procure por qualquer modificação. Veja se encontra algum sinal que não tenha notado antes. 2-PESCOÇO: Examine seu pescoço. Veja primeiro se os dois lados estão iguais (se não há inchaço em alguns deles). Com os dedos aperte os dois lados do pescoço e embaixo do queixo, veja se não há dor ou caroços. 3-LÁBIOS: Puxe o lábio inferior para baixo e veja se há alguma ferida ou mudança de cor. Faça o mesmo com o lábio superior. 4-BOCHECHAS: Com os dedos indicadores colocados nos cantos superior e inferior da boca, puxe a bochecha para fora. Olhe bem se há manchas brancas ou vermelhas. Faça isso nas bochechas. 5-ACIMA DA LÍNGUA: Coloque a língua para fora e repare bem na sua parte de cima. Verifique se há algum caroço, mancha ou ferida. 6-LADOS DA LÍNGUA: Com um pano puxe a ponta da língua para o lado e depois para o outro. Verifique se há algum caroço, mancha ou ferida. 7-ABAIXO DA LÍNGUA: Encoste a ponta da língua no céu da boca e faça o mesmo exame citado anteriormente. Verifique caroço, mancha ou ferida. 8-ASSOALHO: Levante a língua e observe a parte do assoalho da boca, procurando ver caroço, ferida ou mancha. 9-CÉU DA BOCA: Coloque a cabeça inclinada para trás e diga EEE... Analise o céu da boca para ver se há alguma mancha ou ferida. 10-GARGANTA: Por último, abra bem a sua boca e observe a garganta. Veja se nela há alguma ferida. Pacientes do grupo de risco (fumantes, alcoolatras, etc.) devem repetir o exame a cada 2 meses.


 Câncer Bucal: Saiba como identificar.
Câncer Bucal: Saiba como identificar.

Odontologia Especializada Fonseca - Caconde,SP

R: Dr. Nicolau Fanuelli 26 CEP: 13770-000

Fone: 19-996737896

Luiz Fernando Moreira Fonseca

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page